Ensino do Braille: estratégias de leitura

Fátima Aparecida Gonçalves Mendes

Resumo


O presente estudo relata a importância do braille para a pessoa que perdeu a visão e como é significativa a leitura em seu processo de aprendizagem. Simultaneamente, apresenta a trajetória de uma profissional no ensino do braille. A falta de hábito de leitura é comum a grande parcela da população, incluindo-se as pessoas com deficiência visual. O Projeto Leitura nasceu de alguns estudos (resultados parciais apresentados em Simpósio) realizados em um centro de reabilitação, tendo se iniciado com dois aprendizes e, posteriormente, com os demais, que também optaram por aprender o braille. A partir desses estudos, começou-se a investir no acervo de livros em braille e a utilizar estratégias para ampliar o interesse pela leitura. Participaram do presente estudo todos os sujeitos com idades acima de 12 anos que fazem parte de um programa de reabilitação para aprendizagem do braille, entre os anos 2009 e 2015. Realizou-se um estudo de natureza qualitativa e foram utilizados registros de observação durante os atendimentos, relatórios sobre o processo de aprendizagem e de interação entre o pesquisador e o sujeito e discussão conjunta dos resultados obtidos nos atendimentos. Houve um crescimento no número de empréstimos de livros em braille no acervo do centro de reabilitação e melhoria na escrita dos aprendizes. As estratégias de leitura utilizadas foram devidamente aplicadas e tiveram êxito. Aprender a ler e escrever trouxe mudanças positivas na vida desses aprendizes. É importante criar políticas públicas para a produção de livros e materiais em braille.


Palavras-chave


Leitura e escrita. Braille. Deficiência visual. Cegueira. Cego.

Texto completo:

PDF

Referências


CAIADO, Katia Regina Moreno. Aluno deficiente visual na escola: lembranças e depoimentos. Campinas: Autores Associados/PUC, 2003.

CAVALLO, Guglielmo; CHARTIER, Roger. História da leitura no mundo ocidental, 1. São Paulo: Ática, 1998.

CERQUEIRA, Jonir Bechara. O legado de Louis Braille. Revista Benjamin Constant, Rio de Janeiro, Edição especial 02, out. 2009. Disponível em: . Acesso em: 20 ago. 2015.

CHARMEUX, Eveline. Aprender a ler: vencendo o fracasso. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2000.

CIEGLINSKI, Amanda. Pesquisa mostra que 45 % dos brasileiros não têm hábito de ler. Agência Brasil. 25 mai. 2008. Disponível em: . Acesso em: 20 ago. 2015.

DAIN - DEPARTAMENTO DE APOIO À INCLUSÃO. O Sistema Braille. s.d. Disponível em: . Acesso em: 20 ago. 2015.

FOSTER, Gustavo. Porque os brasileiros leem tão pouco. ZH. 7 abr. 2015. Disponível em: . Acesso em: 20 ago. 2015.

IPL - Instituto Pró-Livro. Retratos da leitura no Brasil. São Paulo: Instituto Pr-Livro, 2008.

KLEIMAN, Angela. Preciso “ensinar” o letramento? Não basta ensinar a ler e a escrever? Campinas: Cefiel/IEL/Unicamp, 2005.

MENDES, Fátima Aparecida Gonçalves. Expectativas de pessoas com deficiência visual sobre o Sistema Braille. In: SIMPÓSIO DE PROFISSIONAIS DA UNICAMP, 2.; 2008, Campinas. Anais eletrônicos… Campinas: Unicamp, 2008. Disponível em: < http://sistemas.rei.unicamp.br/simtec/livro_resumos.pdf>. Acesso em: 20 ago. 2015.

MENDES, Fátima Aparecida Gonçalves. Percepções de adultos com deficiência visual sobre o Sistema Braille. In: SEMINÁRIO NACIONAL DE BIBLIOTECAS BRAILLE, 6.; 2009, João Pessoa. Anais… João Pessoa: Senabraille, 2009.

MENDES, Fátima Aparecida Gonçalves. Sistema Braille: a leitura e escrita para adultos com deficiência visual. In: SIMPÓSIO DOS PROFISSIONAIS DA UNICAMP (III SIMTEC), 3., 2010, Campinas/SP. Anais… Campinas: Simpósio dos Profissionais da Unicamp, 2010.

MENDES, Fátima Aparecida Gonçalves. A leitura tátil como mediadora para o aprendizado da escrita braille. In: SEMINÁRIO NACIONAL DE BIBLIOTECAS BRAILLE, 7.; 2011, Campinas. Anais eletrônicos… Campinas: Unicamp, 2011. Disponível em: . Acesso em: 20 ago. 2015.

MENDES, Fátima Aparecida Gonçalves. A importância do acervo de livros em braille para o leitor cego. In: SIMPÓSIO DE PROFISSIONAIS DA UNICAMP, 4.; 2012, Campinas. Anais… Campinas: Unicamp, 2012.

MENDES, Fátima Aparecida Gonçalves. A pessoa com cegueira adquirida e o braille. In: SIMPÓSIO DE PROFISSIONAIS DA UNICAMP, 5.; 2014, Campinas. Anais… Campinas: Unicamp, 2014a.

MENDES, Fátima Aparecida Gonçalves. A constituição do sujeito com cegueira adquirida e a aprendizagem da leitura e da escrita braille. 2014b. 144f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Metodista de Piracicaba, Piracicaba, São Paulo.

MENDES, Fátima Aparecida Gonçalves. Braille: o desvendar da leitura e da escrita. 2015. Trabalho apresentado para concorrer ao Prêmio Paepe. Não publicado.

ROCHA, Hilton; GONÇALVES, Elizabeto Ribeiro. (Orgs.). Ensaio sobre a problemática da cegueira: prevenção, recuperação, reabilitação. Belo Horizonte: Fundação Hilton Rocha, 1987. p. 21-48.

SÃO PAULO (Estado). Secretaria de Educação. Grafia braille para a língua portuguesa. Brasília: MEC/Seesp, 2002.

SOLÉ, Isabel. Estratégias de leitura. Porto Alegre: ArtMed, 1998.

SILVA, Ezequiel Theodoro da. Elementos de pedagogia da leitura. São Paulo: Martins Fontes, 1988.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

(c) Rev. Saberes Univ., Campinas (SP) - ISSN 2447-9411.