Antiética do plágio

Marco Aurélio Cremasco

Resumo


Apresenta-se uma reflexão sobre o plágio no universo acadêmico, percebendo-o enquanto resultado de pressões internas e externas ao individuo, no qual se verifica o plágio desde a cola até a cópia de fontes sem a referência de autoria.


Palavras-chave


Plágio. Tipos de plágio. Ética. Prática científica. Cola

Texto completo:

PDF

Referências


BANDA, Enric. Good scientific practice in research and scholarship. European Science Foundation Policy Briefing, Strasbourg, n.10, 15p., 2000. Disponível em: http://www.esf.org/fileadmin/Public_documents/Publications/ESPB10.pdf. Acesso em 22 set. 2015.

CREMASCO, Marco Aurélio. Da necessidade de ser. O Diário do Norte do Paraná, Maringá, 29 set. 2015a, p. D3-D3.

CREMASCO, Marco Aurélio. Breve estudo de uma hidrografia pessoal. O Diário do Norte do Paraná, Maringá, 22 set. 2015b, p. D3-D3.

DHOOGE, Lucien J. Editor’s corner: it’s déjà vu all over again? The Journal of Legal Studies Education, Cullowhee, v. 22, n. 2, p. v-vii, Mar. 2005.

ELIAS, Norbert. A sociedade dos indivíduos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1997. Apud MENDLOWICZ, Eliane. A sociedade contemporânea e a depressão. Trivium, v.1, n. 1, p. 42-52, 2009.

GARCIA, Pedro Luengo. O plágio e a compra de trabalhos acadêmicos: um estudo exploratório com professores de administração. 2006. 130p. Dissertação (Mestrado em Administração) – Faculdade Cenecista de Varginha, Varginha, 2006.

GARSCHAGEN, Bruno. Universidade em tempos de plágio, 2006. Disponível em: https://www.listas.unicamp.br/pipermail/ead-l/2006-January/068244.html. Acesso em: 16 dez. 2015.

GUATTARI, Félix; ROLNIK, Suely. Micropolítica: cartografias do desejo. Petrópolis: Vozes, 1986, 327p.

IMRAN, Naveed. Electronic media, creativity and plagiarism. SIGCAS Computers and Society, New York, v. 40, n. 4, p. 28 - 32, Dec. 2010.

KIRKPATRICK, Ken. Evitando plágio. Trad. Jakson Aquino. Disponível em:

http://www.geocities.com/jakson-aquino/plag.html. Acesso em 6 dez. 2003.

McCABE, Donald. Cheating among college and university students: A North American perspective. International Journal for Educational Integrity, Adelaide, v. 1, n. 1, p. 1-6, 2005.

MENDLOWICZ, Eliane. A sociedade contemporânea e a depressão. Trivium, v.1, n. 1, p. 42-52, 2009.

MORAES, Rodrigo. O autor existe e não morreu! Cultura digital e a equivocada “coletivização da autoria”. In: SILVA, Rubens Ribeiro Gonçalves (Org.). Direito autoral, propriedade intelectual e plágio. Salvador: Ed. UFBA, 2014. p. 35-61.

NÚÑEZ, Mario. Plagio estudiantil en línea, 5-16. Universidad de Puerto Rico. Recinto Universitario de Mayagüez. Disponível em: http://www.uprm.edu/ideal/plagio2.pdf. Acesso em: 10 ago. 2015.

PINHEIRO, Letícia Ribeiro Souto; MONTEIRO, Janine Kieling. Refletindo sobre desemprego e agravos à saúde mental. Cadernos de Psicologia Social do Trabalho, v. 10, n. 2, p. 35-45, 2007.

RODRÍGUEZ, Armando Soto. El plagio y su impacto a nivel académico y profesional. E-Ciencias de la Información, Costa Rica, v. 2, n. 1, 2012. Disponível em: http://www.ugr.es/~plagio_hum/Documentacion/06Publicaciones/ART003.pdf. Acesso em 8 set. 2015.

SILVA, Obdália Santana Ferraz. Entre o plágio e a autoria: qual o papel da universidade? Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 13, n. 38, p. 357-414, maio/ago. 2008.

SOUZA, Maria Carolina Santos. Considerações sobre plágio em educação a distância. In: SILVA, Rubens Ribeiro Gonçalves (Org.). Direito autoral, propriedade intelectual e plágio. Salvador: Ed. UFBA, 2014. p. 75-86.

VALENTIM, Marta Lígia Pomim. Ética em pesquisa: a questão do plágio. In: SILVA, Rubens Ribeiro Gonçalves (Org.). Direito autoral, propriedade intelectual e plágio. Salvador: Ed. UFBA, 2014. p.191-211.

VAN FLEET, David. Behavior in organizations. Boston: Houghton Mifflin, 1991, 497p.

WERNER, Márcia. O processo de implantação da reestruturação produtiva: experiências e vivências dos trabalhadores – um estudo de caso. 2002. 114p. Dissertação (Mestrado) – Departamento de Psicologia Social e Institucional, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2002.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

(c) Rev. Saberes Univ., Campinas (SP) - ISSN 2447-9411.