Logo SBU       Logo Unicamp

Histórico

A trajetória histórica do Sistema de Bibliotecas da Unicamp tem início apenas alguns meses após a criação da Lei Estadual nº 7.655, de 28 de dezembro de 1962, que dá origem à Universidade de Campinas, assim denominada na época, mais precisamente, em 20 de maio de 1963, quando a Biblioteca da Faculdade de Medicina inicia suas atividades na Maternidade de Campinas, ainda com instalação provisória, recebendo os primeiros pedidos de compra de livros, revistas técnicas e de títulos das áreas básicas do curso de medicina, que começam a chegar no final daquele ano e início de 1964.

Após o lançamento da pedra fundamental do Campus da Cidade Universitária no Distrito de Barão de Geraldo, em 1966, houve um período de criação e construção da maioria das unidades acadêmicas até 1981 e, com elas, dos acervos especializados das Bibliotecas Seccionais, como até então eram denominadas as bibliotecas de unidades de ensino e pesquisa.

Foi a partir de 1982 que novos esforços foram implementados visando à melhoria da infraestrutura das bibliotecas e a consolidação de rotinas para a aquisição de obras e assinatura de periódicos. Nesse sentido, ainda no mesmo ano, a Reitoria criou uma Comissão Central da Biblioteca, constituída por docentes e bibliotecários, através da Portaria GR nº 054/82, com a finalidade de estudar e propor medidas buscando-se o aprimoramento dos serviços das bibliotecas da universidade.

Essa comissão, após um levantamento das condições gerais em que se encontravam as 14 bibliotecas até então existentes naquela época (1 Biblioteca Central e 13 Bibliotecas Setoriais), elaborou um relatório detalhado da situação vigente, que demonstrou a necessidade da adoção de medidas emergenciais para reverter o quadro até então existente. Para tanto, a Reitoria criou um grupo específico de trabalho, a Comissão Executiva do Projeto Biblioteca, através da Portaria GR nº 013/83, composta também por docentes e bibliotecários, com a incumbência de criar um projeto para as bibliotecas da Unicamp.

Partindo de estudos e consultas que contaram com a participação de todos os segmentos da comunidade acadêmica, a Comissão elaborou um projeto que propunha, no seu aspecto macro, a criação do que hoje se constitui o Sistema de Bibliotecas da Unicamp. No estudo apresentado, a Biblioteca Central exerceria a coordenação de uma rede de bibliotecas, propondo também a criação das Comissões de Bibliotecas e de um Órgão Colegiado.

Em 15/12/83, por meio da Portaria GR nº 358/83, foi aprovada a criação do Sistema de Bibliotecas da Unicamp, elaborado pela Comissão Executiva do Projeto Biblioteca. Em 08/08/85 foi oficialmente instalado o Órgão Colegiado do Sistema de Bibliotecas da Unicamp, composto por membros docentes, discentes e bibliotecários. Os membros docentes eram representados pelos Coordenadores das Comissões de Bibliotecas; os membros discentes representavam as áreas de graduação e pós-graduação e os bibliotecários representavam as áreas de exatas, biomédicas, humanidades, tecnológicas e de conhecimentos gerais. A presidência do Órgão Colegiado era exercida pela Diretoria da Biblioteca Central, conforme estabelecia o documento de criação do Sistema de Bibliotecas. Na época, a Biblioteca Central era subordinada ao CIDIC – Centro de Informação e Difusão Cultural, conforme dispunha o Artigo 2º da Portaria GR nº 290/83. Em 11/06/1989, o Conselho Universitário baixou a Deliberação CONSU-A-38/89, que dispunha sobre a criação da Biblioteca Central como órgão complementar da Unicamp, ficando, posteriormente, subordinada à Coordenadoria Geral da Universidade (CGU), de acordo com a Portaria GR 198/98, de 30/07/98, e tendo como uma de suas competências, coordenar o Sistema de Bibliotecas da Unicamp.

Em 05/07/1989 foi inaugurado o atual prédio da Biblioteca Central da Unicamp. A sede anterior da BC situava-se no chamado Barracão, prédio em que funciona, desde 1990, o SIARQ, ao lado do Restaurante Universitário e no entorno do Ciclo Básico da Unicamp.

Entretanto, uma leitura minimamente atenta do documento aponta uma dualidade entre Biblioteca Central e a constituição regimental do Sistema de Bibliotecas da Unicamp e, sobretudo, um potencial conflito de competências, em tese, pelo fato desta Deliberação atribuir à BC a função de coordenar o Sistema como um todo, ao mesmo tempo em que reservava funções deliberativas ao Órgão Colegiado, tratado como parte deste Sistema. Assim, tornou-se imperativa a necessidade de se realizar uma ampla revisão da Deliberação, por uma questão de ordem lógica e regimental, envolvendo o Sistema de Bibliotecas da Unicamp e a Biblioteca Central, onde uma parte constituinte do Sistema (BC) precede o próprio órgão do qual faz parte (SBU). Esta revisão se fez imprescindível para que o novo instrumento pudesse estar compatível à realidade atual do Sistema de Bibliotecas, tanto no aspecto organizacional, como também estrutural, funcional e representativo.

Uma comissão formada por membros do Órgão Colegiado, especialmente constituída para estudar e propor uma nova minuta, apresentou o documento que serviu como base para a Deliberação CONSU-A-30, de 25/11/2003, que “Dispõe sobre a criação do Sistema de Bibliotecas da Unicamp como órgão complementar da Universidade”, diretamente subordinado à Coordenadoria Geral da Unicamp (CGU). Em 01/06/2005, o Conselho Universitário aprovou a primeira Deliberação CONSU-A-4, que “Dispõe sobre o Regimento Interno do Sistema de Bibliotecas da UNICAMP”.

O SBU atualmente é composto pelo Órgão Colegiado, Coordenadoria e 29 bibliotecas, sendo uma central, uma de área e as demais alocadas nas Unidades de Ensino e Pesquisa, Centros e Núcleos. Seu Regimento Interno está disposto pela Deliberação CONSU A-15, de 06/08/2013.

Missão

Negócio: informação científica, tecnológica, histórica e cultural;

Missão: prover informação, por meio de produtos e serviços de excelência, para as atividades de ensino, pesquisa e extensão, garantindo um ambiente de respeito à diversidade e à socialização;

Valores: excelência, cooperação, acessibilidade, comprometimento, inovação, satisfação do usuário, sustentabilidade, sensibilidade para com o outro e competência em informação;

Princípios: responsabilidade social, integridade, ética, pluralidade, imparcialidade e valorização do ser humano;

Visão: ser um sistema de bibliotecas de referência nacional e internacional, reconhecido pela excelência de seus produtos e serviços.

Ficha Catalográfica

O SBU adotou, a partir de 01 de julho de 2013, o sistema unificado para a prestação do serviço de catalogação na publicação (elaboração de ficha catalográfica) para dissertações e teses produzidas na Unicamp.

As solicitações de elaboração devem ser realizadas exclusivamente por meio do formulário eletrônico.

ACESSE O FORMULÁRIO

Coordenadoria

A Coordenadoria do SBU é responsável pela implementação das políticas de desenvolvimento e pela coordenação das atividades de interesse do conjunto das Bibliotecas da Universidade.

Mais informações em Deliberação CONSU-A-15, de 06/08/2013.

Telefone: (19) 3521-6505
E-mail para contato: rb.pm1506021586acinu1506021586@ubsd1506021586rooc1506021586

Regiane Alcântara Bracchi
Coordenadora

Valéria dos Santos Gouveia Martins
Coordenadora Associada

Rafaela Rodrigues Gonçalves
Secretária